A tecnologia vive mudando o hábito das pessoas a centenas de anos, cada uma a sua maneira. A descoberta da escrita na China mudou a forma dos registros a muito tempo atrás, o telégrafo e o código morse transformaram as comunicações e possibilitaram por consequência o advento da computação e da internet como as conhecemos hoje.

E o mobile foi uma das incríveis descobertas do final do século XX, onde cada indivíduo passou a ter nas mãos, o que antes era necessário ter numa gigantesca sala ou prédio.

A Das Auto e a Ogilvy Beijing mostram um pouco disso em nossa vida, numa campanha lançada num cinema de Hong Kong. Assita  e reflita um pouco conosco:

Apesar de não sabermos as suas formas e níveis, as transformação do comportamento humano frente a essas mudanças eram óbvias?

Possivelmente sim e nesse meio tempo, as empresas também foram levadas a se adaptarem a nova realidade, forçadas a inovarem e a principalmente, atender os desejos de ávidos consumidores.

Mas tudo isso tem um preço. Toda nova invenção/tecnologia tem seus lados positivos e negativos, cada pessoa precisa utilizá-las com bom senso, tirar o máximo de proveito  e reduzir também o máximo de consequências.

Mas algo surpreendente tem chamado atenção de autoridades no mundo todo. A mobilidade, a instantaneidade e o acesso em tempo real a informação e a comunicação tem provocado sérios e graves acontecimentos.

Você já analisou se seus hábitos hoje são influenciados pelas tecnologias? E de que forma isso afeta positivamente ou negativamente a sua rotina?