Apesar do termo Design Thinking ser relativamente novo, a essência da sua formatação e metodologia já é utilizada a bastante tempo.

E Nitzsche faz uma abordagem histórica muito interessante sobre o assunto, trazendo referências desde o Barão de Coubertin (criador dos Jogos Olímpicos da Era Moderna), à Brian Lawson e o disseminado Design Thinking proposto pela IDEO nos últimos anos.

Para o autor, “o design thinking é uma metodologia que humaniza os propósitos dos negócios. Bom design é bom negócio e ajuda a construir o indispensável diferencial das marcas”.

E você, o que têm pensado, usado, projetado, realizado nos últimos anos? O que tudo isso tem a ver com a evolução acelerada em que vivemos na economia?

Tudo isso está inter-relacionado e precisamos encontrar um ponto de conexão entre as coisas… seja uma sinapse mental que provoca transformações no interior ou o encontro entre indivíduos diferentes, que possibilite a prática de novas ideias, totalmente incomuns.

Se ficou instigado com tudo isso, então recomendamos a leitura de “Afinal, o que é Design Thinking? – Rique Nitzsche – Editora Rosari.

BIOGRAFIA:

Engenheiro e design thinker, professor de Design Estratégico e Planejamento Estratégico de Design na pós-graduação da ESPM, professor e palestrante sobre Processos de Inovação, responsável pela criação da Animus – Estratégia, Design e Inovação.